Empréstimo Bolsa Família: saiba como aplicar

O micro-crédito sobre o Progresso do Plano é uma linha de crédito que estimula o empreendedorismo em famílias de baixa renda. Recentemente, o governo liberou R$ 4 bilhões para o programa, então, descobrir agora como solicitar o empréstimo Bolsa Família.

Os valores de micro-crédito pode chegar a R$ 15 mil e todas as condições do contrato são oferecidos pelos bancos parceiros. Pedir o empréstimo tem sido uma boa opção para empreendedores que estão em busca de uma forma de alavancar o negócio ou começar um.

Todas as informações estão dentro do Plano de Progresso, que é o Ministério do Desenvolvimento Social. E, além de solicitar o empréstimo, o bolsa Família, o beneficiário deverá ainda ser capaz de acessar informações sobre inclusão financeira e ter assistência técnica.

O que é um microcrédito

Os microcréditos são oportunidades de negócios que visam atingir as camadas sociais de menor renda, como os beneficiários do bolsa Família, para que eles tenham acesso aos serviços disponíveis no mercado financeiro.

Na maioria das instituições financeiras, o microcrédito manter recursos como sendo orientados para as atividades de pequenos negócios, tem um valor que é negociado de acordo com a capacidade de pagamento, financiamento para capital de giro, entre outros.

E quase todos os grandes bancos são parte da opção de microfinanças, como Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Banco Bradesco, Banco Itaú, Banco Santander e o Banco do nordeste, por exemplo.

É com essa idéia de que o Plano para o Progresso nasceu, e tem como uma de suas funções é a de ajudar os pequenos empreendedores, como o microcrédito. Saiba o que fazer para aplicar para o empréstimo Bolsa Família no Plano de Progresso.

O empréstimo Bolsa Família

O microcrédito produto do Progresso do Plano também é conhecido hoje como o empréstimo Bolsa Família porque ele é destinado para os beneficiários do programa social Bolsa-família e inscrita no cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico).

Quando foi lançado, no final de 2017, o Plano para o Progresso pretendeu-se oferecer mais de us$ 3 bilhões por ano em linhas de micro-crédito para famílias de baixa renda que queria começar um novo negócio ou alavancar um negócio já existente.

As ações, hoje, foram atualizados para mais de R$ 4 bilhões e fornece assistência técnica e financeira inclusão para os trabalhadores independentes. Tudo é supervisionado e organizado pelo Ministério do Desenvolvimento Social (MDS).

Baixa taxa de microcrédito

De acordo com as informações do próprio Ministério, todos os participantes no Plano de Progresso que deseja solicitar o empréstimo de Bolsa Família pode solicitar um valor que não exceda a R$ 15 mil.

E a grande diferença é que as taxas de juros são baixos, se comparado com o mercado financeiro atual. No momento do lançamento, o Ministério falou em taxas de juros abaixo de 1% ao mês, e até mesmo a taxa de adesão é facilitada.

O que você precisa entender é que esta foi a ideia passada pelo Ministério, mas cada instituição financeira parceiro tem a liberdade para determinar suas próprias condições de parcelamento e o pagamento do empréstimo Bolsa Família.

Requisitos para créditos de Bolsa Família

Como o nome diz, para ter acesso ao empréstimo Bolsa Família deve ser um beneficiário do Bolsa família, e estar cadastrado no CadÚnico. Mas, além disso, considerar o que é necessário para ser um empreendedor regulamentadas, como MEI.

O Microempreendedor Individual (MEI) é um empresário de pequeno porte que pode atuar em diversos segmentos de mercado, com a prestação de serviços ou venda de produtos, que são categorias de oficial e com o CNPJ (cadastro Nacional de Pessoa Jurídica).

Desta forma, um MEI é alguém que está em conformidade com a lei, paga impostos, que tem acesso ao INSS, e que pode ser de até 1 empregado registrado. É importante saber isso porque para solicitar o empréstimo Bolsa Família deve ser um MEI.

Pedido de empréstimo Bolsa Família

Agora que você já sabe os requisitos para solicitação de empréstimo Bolsa Família é necessário entender um ponto que tem sido a dúvida de muitos empreendedores que buscam microcrédito sobre o Progresso do Plano.

Se você ir diretamente para um banco, qualquer que seja, considere que você não vai encontrar um tipo de crédito que é chamado de “empréstimo para os beneficiários do bolsa Família“. Isto porque este tipo de crédito deverá ser solicitada diretamente ao Ministério.

Na página do MDS, por opção do Microcrédito Orientada para o Produto, o empresário vai ser capaz de pedir o empréstimo Bolsa Família, e esta é a única maneira de obter o crédito.

Mas, atenção: o MDS irá analisar todos os registo e, em seguida, enviar o pedido para o parceiro bancos em busca de alguma oportunidade de microcrédito para os investimentos empresariais.

De que o pedido de empréstimo Bolsa Família, o MDS irá enviar os dados para o banco e o banco vai dar os próximos passos. Enquanto que se ele entrar em contato com o beneficiário do programa é apresentar um contrato de empréstimo.

O banco não entrou em contato?

Se o banco não entra em contato com o beneficiário do programa Bolsa Família, do Ministério do Desenvolvimento Social afirma que a razão para isso é porque não há bancos parceiros disponíveis na região do solicitante.

Logo, a saída é aguardar a resposta dos bancos, quando eles estão disponíveis para oferecer o microcrédito produtivo. Então, vá diretamente ao banco para solicitar o empréstimo Bolsa Família não está indo para o trabalho.

De qualquer forma, para saber se há crédito disponível nos bancos parceiros perto de você, considere a possibilidade de fazer a inscrição e o pedido de microcrédito orientada para o produto MDS, com a indicação de todos os dados corretos e espera para o futuro de contatos.

Da redação, com informações do Ministério do Desenvolvimento Social

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *